segunda-feira, 6 de julho de 2009

in_diferença


 

As horas choram
lágrimas mornas de verão.
Da janela ainda vejo,
entre capas e guarda-chuvas apressados,
a vida lenta também (es)vai
alheia na multidão...



Nenhum comentário:

Postar um comentário