segunda-feira, 20 de outubro de 2008




... sem que ninguém perceba

Um passarinho canta triste
à terna aurora que chega,
enquanto as dálias na sacada
velam orvalho de tristeza...

Nenhum comentário:

Postar um comentário