domingo, 12 de outubro de 2008

se eu tivesse asas...





se eu tivesse asas
voaria alto
por sobre as nuvens
coloridas em arrebol
planaria
vento no rosto
olhos no horizonte


infinito é meu caminho:
voo. 

faço meu destino...

* * *


oh, triste sol!
tão alto e tão longe percebo
que de cera minhas asas são...

sonho ledas ilusões
bebo fel em sua boca
bêbeda de mentiras...


oh, triste arrebol!
leva-me pra ti
finde minha dor
pois de que vale ser anjo
se não sei quem sou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário